terça-feira, 20 de Abril de 2010

Liliana Queiroz contra Playboy

Liliana Queiroz posou nua para a edição de Setembro da revista Playboy portuguesa, mas ainda não recebeu um tostão. "Nunca me pagaram um cêntimo pelo meu trabalho e devem-me mais de 50 mil euros", diz Liliana numa entrevista ao Correio da Manhã de hoje. Segundo a manequim, de 24 anos, o acordo feito com a Playboy pressupunha que lhe pagassem metade do cachet quando a revista saísse, a outra metade "tempos depois" e, ainda, 20 cêntimos por cada exemplar vendido. "Foi a primeira vez que fiz um nu frontal, fi-lo por dinheiro e agora não me pagam", denuncia Liliana, que se queixa, ainda, de não conseguir chegar à fala com os responsáveis da revista. "Eles fogem de mim", afirma. Zangada, a manequim revela que já fez queixa à Playboy Internacional, aguardando agora que eles possam meter na ordem a filial portuguesa. Mas não vai ser fácil, porque a Playboy editada em Lisboa não reconhece o valor da dívida. Segundo o dr. José Paulo Santo, advogado da publicação, o valor acordado não foi o que Liliana reclama, sendo que "o pagamento é feito mediante a apresentação de um recibo, e ela nunca o fez". Neste meio termo, Liliana Queiroz declara-se "profundamente arrependida" por ter tirado a roupa para uma publicação que "é uma fraude".
Fonte: Sapo Fama

Sem comentários: