domingo, 18 de abril de 2010

Miguel Sousa Tavares ganha processo em tribunal

Miguel Sousa Tavares, autor do romance "Equador" ganhou em tribunal um processo contra a revista Focus em cujas páginas havia sido acusado de plágio. "Fez-se justiça", comentou o jornalista, mal se conheceu a sentença do Tribunal Civil de Lisboa, que condenou a Focus, o ex-director, o proprietário do grupo Impala e um redactor ao pagamento solidário de uma indemnização de 100 mil euros. O autor do artigo, Frederico Duarte de Carvalho, foi ainda condenado a pagar a Sousa Tavares mais 8 mil euros por ter reproduzido o texto no seu blogue. No centro da polémica estava um trabalho publicado na Focus, em 2006, em que Miguel Sousa Tavares era acusado de ter plagiado para o seu livro "Equador" trechos de uma obra publicada em 1975 por Dominique Lapierre e Larry Collins. "Brincaram com o meu trabalho de anos, levianamente, e julgaram que saíam impunes, mas não", disse Miguel Sousa Tavares ao Correio da Manhã, visivelmente satisfeito com a decisão do tribunal.
Fonte: Sapo Fama

2 comentários:

MARIA JOSE FERREIRA disse...

Fiquei feliz por se ter feito justiça.
O meu total apoio a Sousa Tavares.

Rui Antão disse...

Não foi feita justiça. Ter-se-ia feito justiça se as notícias que correm os media fossem verdade.
Se se derem ao trabalho de ler o texto da "focus", não há acusação de plágio nenhuma!
Antes pelo contrário, o jornalista defende que NÃO há plágio!
Não entendo como pode ser ditada uma sentença deste calibre sobre uma total mentira.
Haja justiça sim, mas não desta maneira.
Eu estaria do lado de Sousa Tavares se realmente ele tivesse sido acusado, mas tal não é verdade!
informem-se por favor....
Ah, e não recebeu dinheiro nenhum pois o processo vai a recurso.
Bem hajam